Por que nem todo investimento é bom para você?

Todos querem investir, mas nem todos sabem como fazer. Conheça os prós e contras dos diferentes tipos de investimentos e descubra qual é o melhor para você

Passamos por eleições turbulentas pouco tempo atrás. Alterações no âmbito governamental sempre mexem com o imaginário do povo brasileiro, principalmente, no que diz respeito às finanças e, claro, a tão desejada estabilidade financeira.

As pessoas têm o desejo de investir e, muitas vezes, em meio a esse ímpeto, deixam de fazer análises simples que confeririam maior segurança e rentabilidade de seu capital. De modo a demonstrar como essa situação pode ser grave organizamos tudo para explicar que nem todo investimento é bom para você. Acompanhe!

Principais investimentos disponíveis

Conheça, a seguir, quais são os principais tipos de investimento disponíveis para diferentes tipos de perfis:

Poupança

Com milhares de investidores, a poupança é sem dúvida o tipo de investimento mais popular do Brasil. Sem imposto de renda e taxas de administração, o brasileiro se sente seguro ao fazer essa opção.

Vantagens da poupança:  a poupança possui liquidez diária, ou seja, o dinheiro não fica preso e o investidor pode sacar diferentes quantias como bem entender. Além disso, não existe nenhum tipo de tributo incidente sobre o rendimento, e os bancos não cobram taxas administrativas.

Desvantagens da poupança: na poupança existe o risco de crédito, em que o banco no qual o dinheiro está investido pode quebrar e o investidor só receber de volta um montante de R$ 250 mil, e se o dinheiro aplicado for maior do que isso, é prejuízo na certa. Além do mais, há baixa rentabilidade, e isso significa que os rendimentos normalmente ficam abaixo da inflação. Para finalizar, a poupança é ruim no curto prazo, uma vez que o dinheiro aplicado precisa de pelo menos 30 dias para render.

Tesouro direto

O tesouro direto é um tipo de investimento que têm crescido entre os brasileiros. Mas assim como a poupança possui vantagens e desvantagens.

Vantagens do tesouro direto: o tesouro direto traz segurança ao investidor, pois não há o risco de quebra dos bancos e acaba sendo uma ótima opção para quem deixaria o dinheiro parado, sem movimentação na poupança. Outro benefício desse tipo de aplicação é a baixa quantidade necessária para começar a aplicar. Com cerca de R$ 50,00, já é possível investir em tesouro direto e seu percentual de rentabilidade será igual de quem investe milhares ou milhões de reais.

Desvantagens do tesouro direto: o rendimento do tesouro direto é lento, sendo necessário que o dinheiro fique parado, pois retiradas constantes fazem com que o rendimento não seja significativo. Existe ainda uma taxa de administração cobrada pelas instituições. Em palavras diretas, se você aplicou em tesouro direto, você precisa “esquecer” que o dinheiro está lá e ter um planejamento a longo prazo para retirada.

CDB

Vantagens do CDB: o CDB possui uma alta rentabilidade, o que é vantajoso do ponto de vista de investimento puro. Há também a questão da liquidez diária, ou seja, seu dinheiro está sempre rendendo, dia após dia, sem contar na flexibilidade de resgate, vantagens totalmente diferentes da poupança e do tesouro direto.

Desvantagens do CDB: na poupança e no tesouro direto, o investimento pode começar com poucas quantias. Já no CDB, são necessárias grandes quantias de dinheiro para que o rendimento seja vantajoso; as maiores taxas pagas para CDB começam na casa dos R$ 50 mil. Some-se a isso a cobrança de impostos sobre o tempo de aplicação.

Previdência é uma ótima opção

A previdência privada, como muitos sabem, é um investimento a longo prazo para quem não quer depender somente do governo para garantir uma aposentadoria.

Abatimento no imposto de renda

Quem investe em previdência tem desconto no Imposto de Renda, podendo abater até 12% da renda tributável no ano.

Sem taxas come-cotas

Diferente de muitos investimentos, a previdência não tem uma cobrança semestral de IR conhecida no universo financeiro como “come-cotas”. A taxação só ocorre uma vez: quando o dinheiro é resgatado.

A previdência é sem sombra de dúvidas um dos melhores investimentos, ainda mais se pensarmos no período de transição política pelo qual o país passa. Quanto mais cedo você começar, maiores serão seus ganhos e mais confortável será sua aposentadoria.

Fique por dentro do universo de investimentos no nosso portal. Se você possui algum tipo de dúvida sobre a previdência, deixe um comentário, será um prazer para nós, poder te orientar.

 

Tags: finanças investimento rentabilidade

Veja mais