Estratégias para ajudar a finalizar tarefas desagradáveis

O hábito tem sido uma barreira para resolver as demandas do dia a dia

Por que deixar para amanhã o que você pode fazer depois de amanhã? É esse o pensamento do procrastinador. E o dicionário deixa claro: P.R.O.C.R.A.S.T.I.N.A.R verbo transitivo direto e intransitivo; adiar; deixar alguma coisa para depois: procrastinei o começo do trabalho; transferir a realização de alguma coisa para um outro momento; prorrogar para outro dia: procrastinei a viagem para o ano que vem; não fazia nada e gostava de procrastinar.

Segundo artigo do jornal New York Times, 20% das pessoas são procrastinadores crônicos. São eles pessoas que atrasam suas tarefas frequentemente além disso, utilizam de frases como: “Eu adia a tomada de decisões até que seja tarde demais”; “Eu continuo dizendo: Eu farei isso amanhã”; “Colocar as coisas até o último minuto me custou o ano passado.”

Como melhorar

O especialista em User Experience, Matt Montenegro explica em seu artigo “Você é um procrastinador profissional. Pare agora ou destrua seu futuro” os métodos que ele utiliza no dia a dia para vencer esse costume, confira alguns:

  1. To-do List: a lista de tarefas é uma importante aliada porque ajuda na organização e determina a ordem de importância das coisas antes delas começarem a serem feitas.
  2. Pomodoro: é uma técnica que consiste na utilização de um cronômetro para dividir o trabalho em períodos de 25 minutos e intervalos de 5 minutos. Assim, o foco nas tarefas é maior e se torna menos cansativo.
  3. Agenda: a agenda auxilia você a ter uma visão exata do que tem que fazer;
  4. Rotina: é importante estabelecer rotinas e hábitos para a realização das tarefas. Cada afazer em seu tempo.
  5. Anotações: anotações ajudam a memorizar o que aconteceu na durante o dia e relembram o que ainda é necessário fazer.
  6. Audiobooks: os livros em áudio além de ajudar na concentração podem ser ouvidos em qualquer lugar, o que economiza tempo.
  7. Música: colocar uma boa playlist ajuda a focar na tarefa que você está desempenhando, por exemplo, pois abafa o barulho externo.
  8. Compromissos sociais: se comprometer com eventos públicos, por exemplo, faz com que você cumpra, pois tem toda uma pressão em volta.

O especialista adverte: “O primeiro passo para qualquer procrastinador é admitir que procrastina. Não interessa muito o nível dessa procrastinação, mas o admitir. Uma vez reconhecido o problema, fica muito menos complexo e difícil tratá-lo. Isso, tratamento”. Sendo assim, o importante é não desistir e fazer valer as realizações do dia a dia.

Você se considera um procrastinador? E o que faz para melhorar isso? Conte seus métodos pra gente nos comentários.